quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

De Punto à Punta - parte 2

"Hola! Que tal?!"

Achei que ouviria este cumprimento muito mais do que ouvi... mas acho que ele é mais argentino do que uruguaio, porque eles falavam algo como: "Hola, como estan?" (não sei escrever em espanhol).

Primeiro de tudo, a viagem foi o bicho!! Foi muito legal mesmo, nossa primeira longa viagem de carro juntos! Rodamos em torno de 3.800 km em 9 dias. Paramos em quase todos os pontos turísticos até chegarmos em Punta del Este e dormimos em lugares que nem pensávamos em visitar,  mas que valeram muito a pena. Lembrando que não tínhamos hospedagem reservada em nenhum lugar, o que nos deu muita flexibilidade para fazermos a viagem do jeito que queríamos. Claro que pra isso, tomamos a devida precaução de não chegar nas cidades que iríamos dormir depois que já tivesse escurecido, mas como o por do sol era às 21h, tava tudo certo, tínhamos o dia inteeeiro pra conhecer vários lugares e ainda procurar um hotel/hostel pra dormir. =)

Bueno, fiz um diariozinho de viagem até o 5º dia que deve ajudar-me a reconstituir a viagem e dar dicas e informações que valham a pena, rsrs.

Restaurante das Cucas!
Voltando a documentação, conseguimos tudo na segunda-feira mesmo (a autorização custou R$72 e não R$62) e viajamos no dia 28, como ficamos fazendo as mochilas (farei um post sobre mala separado, pois modéstia a parte, amei a minha mochila!) até tarde, saimos perto das 6h. A BR101 estava muuuito melhor do que imaginamos (levamos só 5h até Porto Alegre, na média 100, 110km/h). Paramos pra almoçar num lugar bem bom em Barra do Ribeiro no RS, é na beira da estrada - recomendo, tanto que até provamos a maionese (medo), estava uma delicia e não passamos mal, hahaha. Chegamos em Chuí perto das 18h. Eu levei o Punto até o Chuí, eeeeee! Mais especificamente de Rio Grande ao Chuí, rsrs. Foram uns 200km, no meio do nada... numa área de preservação (Banhado do Taim), com  animais (o Fernando viu capivaras!) e pássaros de vários tipos, retas intermináveis e um ventão animal... se não fosse o marido agoniado do meu lado (ele odeia andar de carona) teria ficado entediada, rsrs. 

Em dois lugares/países ao mesmo tempo! :)
Em Chuí, a cidade é bem feinha, mas até que é limpinha (se comparada a outras que falarei mais pra frente). Os hotéis pareciam ruins e caros, a diária mais barata num quarto de casal mal cheiroso (que estava com problema era R$180), então acabamos ficando numa casa adaptada à hotel por R$60 e o quarto e chuveiro eram beem melhores do que eles pareciam, na real, se as paredes tivessem outras cores, o ambiente seria bem mais agradável e os donos eram bem simpáticos. Ainda conseguimos dar uma geral nos free-shops, pra saber o que tinha, os preços e planejar o que compraríamos antes de entrar no Uruguai e o que compraríamos na volta... achamos os preços muito caros (comparados aos do Paraguai) e não tinham as marcas que eu queria de cremes, shampoos e maquiagens! Procurei igual uma louca em todos os free-shops e não achei o que eu queria... então tivemos a brilhante idéia de voltar por Rivera, já que todo mundo fala tão bem, supomos que o preço seria melhor e que eu finalmente acharia as marcas queridinhas... wrong! Mas isso é pro último post da viagem.

Enfim, dormimos em Chuí, fizemos compras, fomos até o farol e depois entramos no Uruguai. A entrada no Uruguai fica pro próximo post! =)
O Punto rumo à Punta (que fica antes de MVD).

Resumo de Dicas:
1 - Restaurante das Cucas em Barra do Ribeiro - RS.
2 - Abasteça e/ou vá ao banheiro antes de entrar no Banhado do Taim (são 200 km sem posto de gasolina, nem matinho).
3 - Hotel Fênix em Chuí - super simples, com paredes coloridas demais, mas chuveiro gostoso.

3 comentários:

Sabrina Maria disse...

Ei, que legal! Esta viagem foi umas das melhores que eu já fiz! Também não vi muitas vantagens alguns produtos, a não ser nos perfumes.
Sejam bem vindos, um abraço saudoso!

Herbert disse...

Oi Joice!
Acho que as vantagens de Argentina são os apartamentos mobiliados Buenos Aires e o cambio porque favorece muito.

Joice Cristiane disse...

É verdade Herbert, valeu a dica dos apartamentos!