quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Depois de Punta...

Tentativa de foto com a Praça da Independencia
e o prédio que mais gostamos da cidade!
Infelizmente era time to move on... ainda tínhamos "metade" da viagem, nem tínhamos chegado na capital do país: Montevideo! E escolhemos o 01/01/2011 para fazê-lo: péssima ideia!! Sério, terrível mesmo... parecia uma cidade fantasma, só dava pra escutar o barulho do vento e as folhas de agenda espalhados pela cidade inteira voando... (deve ser algum ritual uruguaio de passagem de ano, se alguém souber algo a respeito, por favor me comunique). Tipo um dia após as eleições no Brasil? Parecido... Além disso, tinha um ou outro restaurante aberto, ufa! Porque precisávamos comer! Conhecemos quase todo o centro histórico e os pontos turísticos do mapa nesse dia. Ah, podia ser pior, podia estar chovendo... mas graças a Deus tivemos um dia mais lindo do que o outro na viagem.

Pra ajudar a nossa busca de hotéis, descobri que eles tinham subido seus preços, adivinhem quando?? Pois é, na noite anterior... foi a busca mais difícil, rodamos quase todos os hotéis do centro da cidade, o mais barato que achávamos era US$62, bem diferente dos nossos últimos R$68, certo? Não estávamos a fim ($$) de pagar tudo isso... então começamos a achar os hoteis de 2 estrelas, mais antigos, mais estilo "casas adaptadas" e tchan, tchan, tchan... achei um liiiindo de viver, casa super antiga, extremamente cuidada, tudinho limpo, cama com lençol 100% algodão (sério!), com ar condicionado (primeiro da viagem), wifi (que não funcionou), tv a cabo e estacionamento!! Tudo por R$70! Parecia o paraíso! Na hora pensei: "será uma ótima dica pro blog!" O hotel era lindo e só tinha mais uma ou duas pessoas... nao se escutava barulho nenhum, achei estranho., não sei porque fiquei com medo. Perguntei pro cara do estacionamento sobre ela, a resposta dele foi: "Ah, aquela louca?! Ela é assim mesmo, as vezes fecha as portas à meia noite, 1h e nao deixa mais ninguém entrar..." O que ele quer dizer com louca?? O medo aumentou... será que ela só gosta de dar lição de moral e ser bem exigente, inclusive com os hospedes? Pela qualidade, por já estarmos lá, decidimos aguentar, rsrs. Pra finalizar bem, na saída, ela não aceitou dolares (que disse que aceitava na noite anterior) e mandou que a gente trocasse. Pegamos nossas mochilas humildemente e enquanto arrumávamos o porta malas, ela mandou a camareira, dizendo que nao tínhamos pago... "Como assim?" Ela tinha dito que tínhamos o dia inteiro para cambiarmos... tinha achado estranho, mas se ela confiava, tudo bem né? Enfim, trocamos o $$ e levamos o mais rápido possível, vai que ela manda a policia atrás?! Quando fui pagar, deu um sorriso leve e ainda desejou boa viagem, vê se eu posso com isso?! #louca

Lindo! Isso era na segunda, olhem: pessoas!
Montevideo: realmente não vi grandes coisas, é uma cidade antiga, com prédios legais, mas não consegui conhecer a night (barzinhos) de Montevideo (tínhamos visto um blog dizendo que era legal), não consegui ver as feirinhas, nem os antiquários... tudo fechado! Ou tinha dia certo para acontecer/visitar e esse não era o nosso dia, com muita sorte e duas recepcionistas gente boa, conseguimos dar uma olhadela no interior do Teatro Solis que é lindo! Na realidade, fiquei triste, porque não consegui capturar a essência de Montevideo... pelo menos, acho que não. Não vi o glamour de cidades antigas, como vi em Buenos Aires, Lima e até em Cusco, onde a cultura brotava nas ruas estreitas, era como se você conseguisse se "tele transportar" sabe? Sei que são impressões pessoais, mas queria compartilhá-las com vocês... talvez a época tenha sido ruim, mas não esperávamos que estivesse tão deserta como estava, acabamos nosso tempo lá num shopping, acreditam? (sorry, mas não considero um ponto turístico importante) Pelo menos comemos o sorvete do Fredo por um preço bem mais acessível do que em Punta, R$11 por 400g de sorvete e não uma casquinha...

Colonia del Sacramento: Fizemos um bate-volta no dia 02, pois fica a 177 km de MVD. Achava que era apenas um ponto de partida para os barcos da Buquebus até Buenos Aires, mas não é!! Aqui sim conseguimos "cheirar" a cultura local e sentir toda sua história! Foi um dia lindo, com visitas a pequenos museus, pontos históricos, lojas de artesanato e feirinhas... (AMO feirinhas? Já falei? Então tá falado!). E o que já gostamos de "cara", foi o preço da alimentação! Muito mais barato do que nas outras cidades... iríamos até comer a "parrillada" pela primeira vez, esperamos 1h pro restaurante abrir (eles reabrem às 21h), daí descobrimos que tinha que esperar a churrasqueira de lenha, virar carvão, etc. desistimos e voltamos pra jantar em Montevideo mesmo: pizza - achamos uma pizzaria boa, eeeee (era sábado, pra gente quase sinônimo de pizza!). Voltando a cidade, tem um estilo bem português, toda lindinha e romântica! Recomendo, mesmo pra quem mora em Florianópolis, que e de origem portuguesa, vale a pena ver um cidadezinha limpa e organizada que vive do turismo. Já fiquei fazendo planos pro Ribeirão da Ilha, hahahaha, alguém topa?
Entrada da cidade histórica - "Calhambeques" - Ruas lindaaas!

Cidade fofa!
Subimos!

Morrinho!! (não sei se é tão inho... chegando no RS!)
Na segunda, depois de "curtir" MVD, saímos pra Rivera às 16h, são 501 km de retas... visualiza? Isso mesmo... quando avistamos o primeiro morrinho, fizemos festa, batemos foto, etc. Chegamos estava escurecendo e tivemos dificuldade pra achar um hotel decente com um preço decente, todos diziam que só tinham a suíte luxo, premium ou sei lá mais o que, depois de rodar, marido resolveu estravasar no budget e gastar R$120 + R$17 de estacionamento, isso já no lado brasileiro: Santana do Livramento. De qualquer forma, só tínhamos visto um hotel mais barato que esse e não parecida lá uma Brastemp, esse parecia... e era! Era um hotel de verdade e estávamos precisados! Ar condicionado, cama boa, melhor chuveiro da viagem, enfim, melhor que Ibis (não que ele seja bom, só para vocês terem um comparativo do nível). Em Santana do Livramento, recomendamos: Verde Plaza Hotel.

Vou parar por aqui porque o post já ficou grande, mas terminarei a saga e falarei mais sobre preços, alimentação e compras no Uruguai.

Resumo de Dicas:
1 - Nunca vá à Montevideo no primeiro dia do ano. Se puder escolher vá antes à Montevideo e depois à Punta, sua experiência será "outros500".
2 - O Hotel de MVD é o Casablanca, a hospedagem é ótima, só é necessário ter bastante paciência com a proprietária e ter pesos uruguaios, não importando o que ela fale.
3 - Colonia del Sacramento tem preços ótimos de alimentação, a hospedagem é bem cara, por isso vale o bate-volta.
4 - Vale muito a pena ir até Buenos Aires também via buquebus (já citado), simplesmente atravessando o Mar del Plata, mas o marido não queria, então não fomos.

E aí? O que você está achando da nossa aventura? Conte suas opiniões e experiências! 

Besos e até mais!

4 comentários:

Ministério da saúde disse...

Olá Blogueiro,

As enchentes fizeram centenas de vítimas nos últimos dias. Para impedir que a situação se agrave é preciso que os sobreviventes saibam como lidar com esta realidade e tomar as medidas de prevenção necessárias para evitar doenças graves. E você, blogueiro, pode ser nosso parceiro nessa divulgação e nos ajudar a salvar vidas. Caso queira participar desta ação, entre em contato com o comunicacao@saude.gov.br que enviaremos o material necessário.

Elisa disse...

Passando para deixar um beijo! ;) Amei as fotos!

JP disse...

To achando tudo muito daora! Tenho que achar alguma parceria pra fazer trips assim!

Joice Cristiane disse...

Valeu JP! É mto gostoso mesmo! Viajar vicia... :)